Técnicos da CBRN e da CATI passam por capacitação

Com objetivo de atender a Política de Salvaguardas Ambientais e Sociais do Banco Mundial, a Coordenadoria de Biodiversidade e Recursos Naturais (CBRN) realizou, entre os dias entre 04 a 07 de abril, em Avaré, a segunda capacitação para o Plano de Gestão Ambiental do Projeto Desenvolvimento Rural Sustentável (PDRS) – Microbacias II. Foram treinados 28 técnicos da CATI (Coordenadoria de Assistência Técnica Integral) e da CBRN em conteúdos que permitirão realizar a avaliação ambiental das iniciativas de negócios a serem apoiadas.

O PDRS, instituído pelo Decreto 56.449 de 29 de novembro de 2010, traz o financiamento de projetos voltados a agricultores familiares. Está sendo realizado por meio de uma parceria entre a Secretaria de Agricultura e Abastecimento, representada pela CATI, e a Secretaria de Estado do Meio Ambiente – SMA, representada pela CBRN.

Durante o evento, foram discutidos temas como legislação ambiental, licenciamento e avaliação de impactos, que deram subsídios para aplicação do Plano de Gestão Ambiental (PGA) nos estudos de caso apresentados durante o treinamento. Outro destaque foi a visita à Estação Ecológica de Avaré, com monitoria dos Pesquisadores Científicos do Instituto Florestal Leo Zimback e Roque Cielo, que apresentaram as diferentes fisionomias vegetais da região, notadamente Cerrado e Floresta Estacional Semidecidual.

Ao total, o PDRS conta com R$ 130 milhões, sendo R$ 78 milhões oriundos do Banco Mundial e o restante do Governo do Estado de São Paulo. À SMA foram garantidos R$ 24 milhões, enquanto a Secretaria de Agricultura e Abastecimento administra os outros R$ 106 milhões. Essa capacitação finaliza o treinamento inicial dos técnicos da CATI e da CBRN para avaliar impacto dos projetos que serão apoiados.