SMA promove conscientização ambiental com jipeiros

Belas paisagens, montanhas, serras, rios, matas. Foi nesse cenário que o 1º encontro de Jipeiros e Secretaria do Meio Ambiente aconteceu nesse sábado, 30.07, em Campos do Jordão. A iniciativa reuniu o meio off-road numa ação de educação ambiental.

A Secretaria do Meio Ambiente – SMA em parceria com a Trailway promoveu o encontro com o objetivo de levar os trilheiros a conhecer para despertar a vontade de preservar. “Fazemos trilhas há 15 anos. Meu filho, Heitor, tem dois anos e meio, desde quando tinha um já nos acompanha. O legal dessa iniciativa é mostrar o quanto podemos ajudar a preservar a natureza”, afirmou Manoel Andrade, 37, de Osasco.

Durante o trajeto da ecotrilha os participantes receberam orientações para reduzir os impactos causados no meio ambiente. A ideia foi treinar os jipeiros para evitar agressões desnecessárias a natureza. Eles receberam conceitos de “tread lightly”, que engloba "pegar leve" na velocidade, só usar trilhas e caminhos abertos, não jogar lixo, não usar pneu agressivos, consultar mapas para não andar em locais de proteção ambiental, respeitar os animais e outros.

Ecoturismo

Na parada para o almoço, os participantes conferiram uma palestra sobre ecoturismo e preservação da natureza. A gerente de ecoturismo da Fundação Florestal – FF, Anna Carolina Lobo, explanou sobre atitudes que ajudam na preservação. “O contato com natureza é fundamental para a preservação. É preciso conhecer para preservar”, afirmou.

Anna Carolina apresentou o projeto Trilhas de São Paulo na escola municipal Genésio Cândido Pereira. A palestra foi uma parceria da SMA com a Prefeitura de São Bento do Sapucaí. O público dos trilheiros, além de jipeiros, tem ciclistas, famílias, jovens, crianças e idosos.

O engenheiro ambiental, Márcio Inada, elogiou a iniciativa. “A Anna Carolina ressaltou a importância do primeiro contato. Por meio das ecotrilhas levamos nossas famílias a se aproximarem da natureza”, disse.

Compensação

As emissões de carbono do evento serão compensadas. Os trilheiros plantaram algumas árvores, e outras serão plantadas no período da primavera, para realizar a mitigação. Ao todo, serão 30 mudas plantadas em áreas de APP.

“Faz 10 anos que faço trilhas. O bacana desse roteiro de hoje é a sustentabilidade. A oportunidade de podermos compensar as emissões e aprender um pouco mais sobre preservação ambiental. Nós que temos contato direto com a natureza podemos colaborar e muito para isso”, disse Zé Augusto, 51, de São Paulo.

Ecotrilha

A ecotrilha começou em Tremembé. Passou por Santo Antônio do Pinhal, Campestre, atrás da Pedra do Baú, pela Serra da Balança, por São Bento do Sapucaí, pelo Vale do Baú, Campinas, até chegar no Parque Estadual de Campos do Jordão.

 
Equipe de trilheiros e organizadores
Equipe de trilheiros e organizadores
Família se reúnem para desfrutar e aprender a conservar a natureza
Família se reúnem para desfrutar e aprender a conservar a natureza
Trilheiros recebem orientações para práticas de mínimo impacto
Trilheiros recebem orientações para práticas de mínimo impacto
Divisa de São Paulo com o Sul de Minas Gerais
Divisa de São Paulo com o Sul de Minas Gerais
Anna Carolina Lobo gerente de Ecoturismo da Fundação Florestal
Anna Carolina Lobo gerente de Ecoturismo da Fundação Florestal
30 árvores serão plantadas para mitigar as emissões de CO²
30 árvores serão plantadas para mitigar as emissões de CO²
Compensação de CO² será feita com reflorestamento de mata ciliar
Compensação de CO² será feita com reflorestamento de mata ciliar
Crianças acompanham os pais e têm aulas de educação ambiental
Crianças acompanham os pais e têm aulas de educação ambiental