SMA lança o Caderno de Educação Ambiental “Biodiversidade”

No Ano Internacional da Biodiversidade, nada melhor que iniciar as comemorações da Semana do Meio Ambiente, da Secretaria Estadual do Meio Ambiente, com o lançamento do Caderno de Educação Ambiental “Biodiversidade”. A publicação, a quarta de uma série de cadernos de educação ambiental, que já contemplou os temas de “Águas Subterrâneas”, “Ecocidadão” e “Unidades de Conservação”, foi lançada em 01.06, no Jardim Botânico de São Paulo.

O evento de lançamento do livro aconteceu, apropriadamente, junto à natureza, no novo espaço de eventos do Jardim Botânico, antes da abertura oficial de duas exposições de fotografias, retratando a biodiversidade. Uma delas, intitulada “Biodiversidade – olhando a vida com outros olhos”, está montada ao ar livre, em plena alameda Fernando Costa, logo após a entrada principal do Jardim, tendo as águas límpidas do histórico Córrego do Ipiranga correndo ao lado. São 30 banners com grandes fotos, enfocando fungos, líquens, briófitas e plantas aquáticas, entre outras, registradas pelos pesquisadores do Instituto de Botânica durante seus trabalhos relacionados à biodiversidade da Mata Atlântica nas imediações do Parque Estadual das Fontes do Ipiranga.

A outra mostra, reunindo 16 quadros com fotos tiradas por integrantes da Família Zuppani, de Taquaritinga, interior de São Paulo, se chama “Natureza brasileira – olhando a biodiversidade pelos olhos da arte” e está instalada no Museu Botânico, exibindo, com rara beleza e apurada técnica, detalhes, formas e cores de paisagens naturais, como a Mata Atlântica em São Paulo e no Espírito Santo, o Cerrado Mineiro, os Pequenos Lençóis Maranhenses e a Bacia do Rio Araguaia.

Educação ambiental

Mas, afinal, o que é biodiversidade, que “muitos defendem e poucos a conhecem de fato”, como menciona o secretário estadual do Meio Ambiente, Xico Graziano, na introdução da publicação lançada hoje. O livro, redigido de maneira clara e didática, objetiva justamente se tornar referência de informações básicas sobre o tema, visando atingir um público formado, principalmente, por professores de ensino fundamental e médio, “educadores de crianças e jovens”.

Para isso, a publicação se divide basicamente nos tópicos “O que é biodiversidade”, “Biomas do Estado de São Paulo”, “Como conhecer a biodiversidade”, “Efeitos de impactos ambientais na biodiversidade” e “Gestão da biodiversidade”, com textos produzidos por Vera Maria Valle Vitali, Marie Sugiyama, Maria Tereza Grombone Guaratini, Marilia Gaspar e Tania Maria Cerati, pesquisadoras do Instituto de Botânica.

Ao final, depois de ter conhecimento, entre outros, de que o termo biodiversidade foi criado na década de 1980 para se referir ao número de espécies de seres vivos existentes no planeta, incluindo todos os vegetais, animais e microrganismos, o leitor vai poder compreender melhor por que o Brasil é o guardião da maior biodiversidade terrestre e pluvial, ou seja, abriga um dos maiores patrimônios do mundo.

Segundo ressaltou a diretora do Instituto de Botânica, Vera Lucia Ramos Bononi, o livro traz o conhecimento das cientistas, mas em linguagem acessível, abordando o tema sob diferentes aspectos e “procurando aliados na difícil tarefa de proteção e conservação de todos os seres vivos”.

O Caderno de Educação Ambiental Biodiversidade, bem como os três primeiros volumes, está disponível para download no site da SMA. As exposições fotográficas no Jardim Botânico estarão abertas ao público de terça a domingo, das 9h às 17h, até o dia 29 de agosto.  

 


Foto exposta no Museu Botânico
Foto exposta no Museu Botânico
A diretora do Instituto de Botânica
A diretora do Instituto de Botânica
 Vera Bononi
Vera Bononi
 no lançamento do livro
no lançamento do livro