SMA lança manual de monitoramento e impacto nas UCs

A publicação Manual de Monitoramento e Gestão dos Impactos da Visitação em UCs – Unidades de Conservação, foi lançado hoje, 03.12, durante o último dia na 1ª Bolsa Internacional de Negócios da Economia Verde – BINEV, durante a conferência de turismo sustentável.

O documento elaborado pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente – SMA, em parceria com a WWF-Brasil e o banco HSBC, visa implantar um programa mínimo e padrões de monitoramento e gestão de impactos causados pela visitação pública. A publicação é uma iniciativa do projeto estratégico da SMA, Ecoturismo na Mata Atlântica, que implantou o programa Trilhas de São Paulo.

A gerente do projeto Anna Carolina Lobo citou que desde a implantação do Trilhas em 2008 o uso público nas UCs cresceu significativamente. "A pressão da visitação sobre esses ambientes pode comprometer a qualidade da vegetação, da fauna, solo, água, etc. Por isso, precisamos planejar conforme os objetivos do manejo a visitação dessas unidades", afirmou.

O manual serve para todas as UCs do estado de São Paulo. "É necessário conhecer os impactos que a visitação pode causar a esses ambientes e, assim, evitá-los, controlá-los e minimizá-los. Para tanto, não há melhor estratégia que a implantação de um sistema de monitoramento e gestão dos impactos da visitação”, concluiu Anna Carolina.

A publicação é dividida em quatro partes: uso público e impactos da visitação; plano de monitoramento e gestão dos impactos da visitação; lista complementar de indicadores e impactos; e banco de dados.


Estande da SMA na BINEV distribui exemplares dos livros do projeto Ecoturismo na Mata Atlântica
Estande da SMA na BINEV distribui exemplares dos livros do projeto Ecoturismo na Mata Atlântica
A gerente do projeto Ecoturismo
A gerente do projeto Ecoturismo