Projeto apícola leva desenvolvimento sustentável para comunidades quilombolas

17/09/12 22:22

Projeto apícola leva desenvolvimento sustentável para comunidades quilombolas

Parceria entre Instituto de Botânica, Itesp e Adolfo Lutz vai garantir a certificação do mel produzido na Mata Atlântica

A produção e a comercialização de mel de vinte comunidades quilombolas do Vale do Ribeira serão expandidas. O governador Geraldo Alckmin assinou nesta segunda-feira, dia 17, convênio para implantação do projeto Mel no Vale do Ribeira.

Participaram da cerimônia, as secretárias Eloísa Arruda, da Justiça e da Defesa da Cidadania, e Monika Bergamaschi, de Agricultura e Abastecimento, e os secretários Bruno Covas, do Meio Ambiente, e Giovanni Guido Cerri, da Saúde.

O projeto Mel de Agricultores Familiares do Vale do Ribeira, de acordo com Alckmin, vai certificar e analisar o mel produzido pelos quilombolas. O Instituto de Botânica e Adolfo Lutz farão a análise técnica do produto e sua identificação, como mel de origem da Mata Atlântica.

Para o secretário Bruno Covas, o projeto vai aumentar as atividades dessas comunidades. “A certificação e a identificação do produto garante maior valor ao produto e mercado. Mais renda para as famílias e preservação ambiental, sendo uma atividade econômica de baixo impacto ambiental”, afirmou.

O representante das comunidades quilombolas, Benedito Alves da Silva, o Ditão, disse que o projeto é muito importante para as famílias. “Não basta produzirmos, se não temos mercado para vender. Essa parceria do Governo do Estado de São Paulo garante que nosso produto tenha o padrão exigido no mercado nacional e internacional”, afirmou.

Além do convênio, Alckmin ainda falou sobre a construção da primeira ETEC em um quilombo e assinou convênio para recuperar 132 quilômetros de estradas de acesso a essas comunidades. O investimento é de R$ 7 milhões de reais.

“Vai dar mais qualidade de vida, atendimento a saúde, melhorar a renda dos quilombolas, vai fortalecer o turismo, porque vêm escolas até de outros estados para visitar os quilombos.”, concluiu o governador.

Texto: Lucas Campagna
Fotos: Pedro Calado