Ongue dá continuidade ao trabalho da Prefeitura

Recentemente a Prefeitura Municipal realizou um curso de formação para Agente de Turismo. Foram capacitados mais de cem moradores locais. Esta é uma ação que deve trazer grandes benefícios, tanto na geração de emprego quanto na sustentabilidade do turismo local, uma vez que Peruíbe, apesar de conter em seu território a maior reserva de Mata Atlântica do Brasil, explora esta riqueza apenas dois meses por ano... Se tiver sol. Desta forma a cidade se enquadra na categoria de ´´Cidade de Veraneio´´, e não de cidade Turística, pois as atividades neste ramo se desenvolvem apenas no verão... Se tiver sol. Além de capacitar os jovens para entrar neste mercado de trabalho, é importante que se crie condições para o desenvolvimento de novas e variadas atrações, aí sim, atrações turísticas. Mesmo sem sol. É este trabalho que estamos desenvolvendo junto aos Monitores Autônomos residentes no Guaraú. Percorremos, para efetuar o mapeamento, a ´´Trilha da Figueira´´. Seu ponto inicial é no Ribeirão do Poço da Anta, no Guaraú, com o término na antiga Caixa dágua do Veneza. Um percurso de aproximadamente 4 horas com lindas paisagens, locais para descanso e muita água cristalina descendo o Morro de Peruíbe. A variação de altitude é imensa, pois com a saída ao nível do mar pode-se atingir até aproximadamente 450 metros para, em seguida, iniciar a descida. Esta trilha pode ser utilizada em seus vários graus de dificuldade. Podendo ser percorrida no todo, para pessoas treinadas ou em parte, para iniciantes. Neste caso teria o início e o término da trilha no Poço da Anta.

Percorremos, para efetuar o mapeamento, a ´´Trilha da Figueira´´. Seu ponto inicial é no Ribeirão do Poço da Anta, no Guaraú, com o término na antiga Caixa dágua do Veneza. Um percurso de aproximadamente 4 horas com lindas paisagens, locais para descanso e muita água cristalina descendo o Morro de Peruíbe. A variação de altitude é imensa, pois com a saída ao nível do mar pode-se atingir até aproximadamente 450 metros para, em seguida, iniciar a descida. Esta trilha pode ser utilizada em seus vários graus de dificuldade. Podendo ser percorrida no todo, para pessoas treinadas ou em parte, para iniciantes. Neste caso teria o início e o término da trilha no Poço da Anta. Para a utilização completa do percurso é necessária a autorização da administração da EEJI. Acreditamos não haver problemas nesta liberação, pois neste caso a EE ganharia um grande reforço na fiscalização, principalmente para controlar a extração de palmito fato bastante presente ao longo desta trilha.