Megacomando fiscaliza fumaça preta em rodovias que dão acesso à Grande São Paulo

O motorista de um caminhão, com placas do Município de Salto, exibia orgulhoso pela Rodovia Castelo Branco o nome que deu para o seu veículo: “Fumaça“. Mas, nesta manhã, fumaça era mais que o nome de seu caminhão. Era também o que saía do escapamento, com uma coloração escura, o que lhe rendeu uma multa de R$ 892,80 aplicada pela Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental - CETESB, que junto com as Polícias Ambiental e Rodoviária, realizou hoje (14/8) mais um megacomando de fiscalização de fumaça preta em oito rodovias que dão acesso à Região Metropolitana de São Paulo (RMSP).


Ao todo, das 9 às 15 horas, dos 12.173 veículos a diesel fiscalizados, 478 (3,9%) foram autuados por excesso de emissão de fumaça preta. A ação integra a Operação Inverno, campanha realizada todos os anos pela CETESB no período em que as condições meteorológicas são mais desfavoráveis à dispersão dos poluentes, com a finalidade de amenizar ou prevenir episódios críticos de poluição. Desde 2007, a Operação integra o Projeto Ambiental Estratégico Respira São Paulo.


O secretário Xico Graziano esteve na Rodovia Castelo Branco – local com o maior número de autuações – acompanhando o trabalho das equipes que, em um ponto da rodovia, mediam a emissão de fumaça utilizando uma Escala de Ringelmann, e abordavam os veículos em outro ponto para depois aplicar a multa ambiental. O secretário lembrou que acima de tudo esta é uma ação pedagógica. “Isto é uma medida de conscientização, um puxão de orelha, principalmente, nos caminhoneiros e donos de frota, que precisam ter consciência ambiental\". A multa pode ter seu valor reduzido em 70% se o proprietário do veículo leva-lo a uma das 120 oficinas mecânicas credenciadas pela CETESB e regularizar a emissão de poluentes.


Segundo Marcelo Minelli, diretor de Controle de Poluição Ambiental da CETESB e coordenador do Projeto Respira São Paulo, os números são positivos. “A cada ano as fiscalizações se intensificam e as infrações diminuem. Em 1995, 45% dos veículos a diesel fiscalizados estavam irregulares, no ano passado foram 6%“. Somente neste ano, no âmbito da Operação Inverno, 17 comandos foram realizados, com 1.527 autuações registradas.


O megacomando desta quinta-feira fiscalizou a emissão de fumaça preta nas rodovias Anhanguera (com 627 veículos fiscalizados e 45 autuados); Bandeirantes (com 1.281 veículos fiscalizados e 78 autuados); Ayrton Senna (com 463 veículos fiscalizados e 31 autuados); Anchieta (com 1.699 veículos fiscalizados e 57 autuados); Cônego Rangoni (com 1.450 veículos fiscalizados e 11 autuados); Rodoanel (com 2.938 veículos fiscalizados e 58 autuados); Raposo Tavares (com 1.118 veículos fiscalizados e 66 autuados); e Castelo Branco (com 2.597 veículos fiscalizados e 132 autuados).


A fiscalização da emissão dos veículos a diesel é feita ao longo de todo o ano pelos técnicos da CETESB, além das inspeções veiculares que, neste ano, passaram a ser obrigatórias no Município de São Paulo. No entanto, todo cidadão pode denunciar um veículo irregular. Basta ligar no Disque Ambiente (0800-11-3560) ou acessar o site da Cetesb (http://www.cetesb.sp.gov.br/).


Fumaça - poluição e multa de R$ 892
Fumaça - poluição e multa de R$ 892
80
80
Proprietário de veículo poluidor recebe instruções de como regularizar o caminhão
Proprietário de veículo poluidor recebe instruções de como regularizar o caminhão
Secretário Xico Graziano acompanha comando na Rodovia Castelo Branco
Secretário Xico Graziano acompanha comando na Rodovia Castelo Branco
Diretor da CETESB
Diretor da CETESB