Horto Florestal recebe exposição “Sementes e Máscaras”

O Parque Estadual Alberto Löfgren, o Horto Florestal de São Paulo, apresenta neste mês a exposição de arte “Sementes e Máscaras”, uma série de obras que busca provocar reflexões sobre “as máscaras que usamos” e que observamos em nossos semelhantes. A exposição foi aberta ao público no dia 1º de maio, no Museu Florestal Octávio Vecchi, e poderá ser visitada até o dia 29 do mesmo mês, data de seu encerramento.

O criador das obras, Ricardo Marcelo Giacon, se expressa por meio do uso de diversos tipos de sementes, com as quais são confeccionadas inusitadas máscaras, para espelhar algumas das atitudes humanas e personagens assumidos ao longo da vida.

“Os visitantes se identificam com figuras conhecidas do meio musical, dos quadrinhos, do cinema, da literatura, personagens históricos, divindades ou mesmo animais, todos bastante carregados de significados. Cada obra é acompanhada por um pequeno texto sobre o arquétipo representado por ela”, explica o artista.

A entrada é gratuita. O museu funciona de terça à sexta–feira das 9h às 12h e das 13h30 às 16h30 e aos domingo das 10h às 15h30. Por cuidados técnicos o museu não abre em dias chuvosos.


Máscaras feitas com sementes em exposição no Horto Florestal
Máscaras feitas com sementes em exposição no Horto Florestal
Público acompanha exposição no Horto Florestal
Público acompanha exposição no Horto Florestal