Clube Paulista de Jardinagem visita Parque Villa-Lobos

O Orquidário Ruth Cardoso recebeu na manhã desta quarta-feira, 13.04, a visita do grupo ‘Alecrim’ do Clube Paulista de Jardinagem - fundado em dezembro de 1972 e que reúne hoje mais de 300 mulheres amantes da natureza.

“Estar no Villa-Lobos é manter uma relação íntima com o meio ambiente mesmo estando numa selva de pedra, como São Paulo. Vale a pena conhecer”, afirmou a farmacêutica Márcia Vilela.

Acompanhadas pelo orquidófilo Trisca Neto, as 13 participantes do Clube tiraram dúvidas e conheceram mais de perto as peculiaridades das orquídeas que vivem hoje na estufa do Parque Villa-Lobos. “Os meus 45 anos de Jardim Botânico me fizeram conhecer muita gente da área. Lá tinham mais de 25 mil vasos de orquídeas para eu cuidar”, explicou o monitor do Orquidário enquanto passeava pelas plantas.

“Achei a visita maravilhosa, fantástica. O Trisca é muito experiente e preparado, estão todos de parabéns!” comemorou Ayde Guerra, chefe do grupo Alecrim.

Cuidados 

Entre os procedimentos básicos ensinados na oficina foram destacados o corte dos caules e flores, troca de vasos, adubamento com fibra do côco e tratamento de doenças. 

Mas, segundo o coordenador geral do projeto Eco-Formação, Alexandre Soares, os principais cuidados que se deve ter com orquídeas são referentes à luminosidade e quantidade de água para regar a planta. “É fundamental saber se a espécie é ‘de sol ou de sombra’, isso influencia diretamente na hora de regar a orquídea. Se ela for ‘de sol’ não precisa de muita água, já a ‘de sombra’ tem uma necessidade maior de umidade”, explicou Alexandre.

Oficina de orquídeas 

Aos interessados em aprender como tratar orquídeas, o Parque Villa-Lobos em parceria com o Instituto Unibanco, está oferecendo desde fevereiro/2011 oficinas mensais para 40 pessoas por turma. As oficinas são realizadas aos finais de semana (sábado e domingo) das 10h às 13h e são ministradas pelo Trisca Neto.

“As orquídeas florescem na mesma época 1 vez ao ano. Se a pessoa ganha uma delas no dia das mães, por exemplo, precisa aprender a cuidar direitinho para que todos os anos na mesma época a orquídea esteja florida e bonita”, explico Alexandre Soares.

Durante as oficinas, as pessoas são convidadas a serem voluntárias no projeto de Eco-Formação que contempla trabalho de formação de paisagistas urbanos, além de conscientizar os participantes por meio de uma espécie de estágio que visa disseminar conhecimento e divulgar o cultivo de plantas ornamentais.

Acompanhe as datas das oficinas

Inscrição 
 
As inscrições nas oficinas podem ser feitas pessoalmente no Parque Villa-Lobos, por telefone – 3023-0316 – ou e-mail: pvl@ambiente.sp.gov.br
 
O Orquidário Ruth Cardoso fica aberto para visitação pública todos os dias das 09h às 17h e as monitorias são realizadas às terças e quintas no mesmo horário.

Veja mais fotos da visita e do orquidário


O orquidófilo Trisca explica os procedimentos básicos para cuidar de orquídeas
O orquidófilo Trisca explica os procedimentos básicos para cuidar de orquídeas
Ao final da oficina
Ao final da oficina
 os participantes ganham uma muda e aprendem a fazer
os participantes ganham uma muda e aprendem a fazer "transplante" de vaso
Detalhes de como lavar e podar a planta também são ensinados durante oficina
Detalhes de como lavar e podar a planta também são ensinados durante oficina