A família Lear está crescendo!

10/06/16 10:49

A família Lear está crescendo!

Teobaldo, o primeiro filhote de arara-azul-de-Lear a nascer em cativeiro no Brasil, ganhou quatro irmãos e seus pais já estão encomendando novos bebês

Arara azul interna
Ameaçada de extinção, a arara-azul-de-lear (Anodorhynchus leari) não se reproduz facilmente em cativeiro. A Fundação Parque Zoológico de São Paulo, instituição que integra o Sistema Ambiental Paulista, recebeu o primeiro exemplar da espécie em 1986. O animal permaneceu na Fundação por dez anos. A partir de 1996, novos exemplares foram recebidos e passaram a ser alojados em recintos fora da exposição ao público, sem registros de nascimentos.

Somente em 2015 foi possível obter o sucesso reprodutivo. Nasceu o primeiro filhote de arara-azul-de-lear em cativeiro no Brasil, que recebeu o nome de Teobaldo, por votação pública.

Mas a cegonha não parou por aí. Os pais do Teobaldo apresentaram comportamento reprodutivo e, no início deste ano, nasceram dois filhotes – Bento e Benício, nos dias 22 e 25 de fevereiro.

Para a surpresa da equipe do Zoo, nos dias 15 e 17 de abril, a família aumentou ainda mais, com o nascimento de outros dois filhotes – Benjamin e Flora. Os ovos foram incubados pelos pais, porém, não foi possível deixar os filhotes sob seus cuidados, já que não havia indícios de que estavam sendo alimentados. Assim, optou-se por criá-los artificialmente.

Se tudo correr bem, mais filhotinhos estão chegando por aí. O casal realizou uma nova postura no final do mês de maio e a incubação dos ovos está ocorrendo de forma natural.

Estas aves são tão especiais para o Zoo, que eles resolveram compartilhar com o público tudo o que acontece no dia-a-dia delas na página no Facebook “Família Lear” – www.facebook.com/familialear. Segue lá!

 

Matérias relacionadas